A CONAM lamenta profundamente a morte de D. Paulo Evaristo Arns, falecido ontem (14) aos 95 anos, e manifesta sua solidariedade aos familiares e amigos. O homem que a ditadura não calou, que sempre esteve ao lado dos menos favorecidos, defensor incansável dos Direitos Humanos, parceiro dos Movimentos Populares, sempre apostando na esperança de um mundo melhor e mais justo, D. Paulo deixa-nos um legado imensurável. Como juramento ao pacto firmado com mais 41 bispos, durante o Concilio Vaticano II, viveu como pessoa comum, compartilhando a vida da classe trabalhadora.

Com sentimento de pesar, nos despedimos do Cardeal da Esperança e, acompanhando seus ensinamentos que Deus só ajuda quem se organiza, caminharemos no Movimento Comunitário organizados e continuaremos na luta por dias melhores.

D. Paulo, Presente!

São Paulo, 15 de dezembro de 2016.

Confederação Nacional das Associações de Moradores