A Confederação Nacional das Associações de Moradores – CONAM vem a público repudiar a afronta ao Estado Democrático de Direito, pondo em risco os direitos fundamentais, e prestar nossa solidariedade ao ex-Presidente Luís Inácio Lula da Silva, vítima da ação injusta, arbitrária e ilegal do Juiz Sérgio Moro e da Polícia Federal, na condução da Operação Lava Jato.

Sabemos que o que está em jogo no país é a democracia e o ataque ao Lula demonstra que muitos setores não aceitaram as derrotas sucessivas que receberam nas urnas desde 2002. A democracia do Brasil foi conquistada, a grande custo, durante todo o processo quando estivemos mobilizados nas ruas na construção da Constituição de 1988. Neste momento, a garantia da democracia se dá com a aplicação dos dispositivos constitucionais.

As constantes tentativas de criminalização de Lula, Dilma, partidos de esquerda, movimentos sociais e sindicatos fazem parte das ações de forças conservadoras que pretendem retornar ao poder a qualquer custo, mesmo que desestabilize o país e sua economia.

O espetáculo midiático promovido na manhã desta sexta-feira (04/03) visa enfraquecer o projeto popular que, durante os dois governos do Presidente Lula e continuou nesses dois governos da Presidenta Dilma, reduziu as desigualdades sociais, retirou milhões de pessoas da miséria absoluta, elevou milhões de pessoas à classe média, garantiu o acesso de pessoas menos favorecidas à educação e à saúde públicas, garantiu o acesso à casa própria, retirou o país do Mapa da Fome da ONU, transformou o Brasil na sétima economia mundial, elevou o poder de compra real do Salário Mínimo, gerou milhões de novos empregos, reconheceu direitos sociais e trabalhistas anteriormente negados, promoveu a legalização de microempreendedores individuais…

Assim como em outros momentos resistimos às tentativas de golpe. A CONAM conclama a todo o movimento comunitário para estar presente nas ruas, em conjunto com os demais movimentos sociais e populares, mais uma vez em defesa da DEMOCRACIA!